Nós Somos a Onda

Disponível em Netflix

Em uma tentativa de desafiar as normas estabelecidas, um grupo de adolescentes rebeldes constroem uma comunidade que se transforma em uma fenômeno de massas. O que eles não esperavam é que o poder dessa ideia cresceria muito além do que eles podem controlar.
★★★★★

A série inicia de uma forma bem interessante, indo de certa forma direto ao ponto, mas nem tanto, há limites necessários para manter a trama interessante. Tristan, um dos principais personagens, não tem sua história revelada logo de cara, pouco sabemos sobre ele, mesmo após os três primeiros episódios. Apenas é revelado que ele é um criminoso que recebe liberdade enquanto é dia, mas que precisa retornar a sua "casa" (casa de correção) todos os dias em um horário definido. A série aborda temas delicados, como bullying, abuso, mal tratos e uma forma de revolução adotada por jovens com o intuito de protestar contra o sistema atual que eles se vêem presos, no entanto, sem violência, pelo menos isso é o que presa uma das membras do grupo, Lea.

Como a série mostra a rotina de jovens ainda em época de escola, o romance dificilmente ficaria de fora e isso acontece em muitos casos, mas não é o foco aqui. No decorrer da série, com os acontecimentos da revolução (a Onda) - que se espalha por várias cidades da Alemanha - novos grupos se formam, cada um com seu objetivo, alguns pregando o racismo e representando o pensamento político de Hitler. No final da primeira temporada, nem tudo são flores, as coisas começam a sair do controle e é neste momento que tudo começa a ficar ainda mais apimentado e perigoso. A primeira temporada se encerra de forma interessante, mostrando o que já provavelmente acontecerá na próxima temporada.

Tipo: Série

Título: Nós Somos a Onda

Gênero: Drama

N° Temporadas:

Duração: 50 Min

Lançamento: 01/11/2019

Status: Em andamento

Direção: Jan Berger, Dennis Gansel, Peter Thorwarth

Elenco: Ludwig Simon, Luise Befort, Michelle Barthel

Distribuição: Netflix

Mostrar comentários