Diretor de Deadpool diz que saiu da sequência porque Ryan Reynolds queria "controlar a franquia"

Diretor de Deadpool diz que saiu da sequência porque Ryan Reynolds queria "controlar a franquia"

O ex-diretor de Deadpool, Tim Miller, que optou por não voltar para a sequência após diferenças criativas com o ator Ryan Reynolds, revelou mais recentemente que o ator "queria estar no controle da franquia". Depois que Miller se afastou do desenvolvimento do roteiro de Deadpool 2 em 2016 por causa de diferenças criativas supostamente mútuas, o projeto foi dado ao diretor de Atômica, David Leitch.

A sequência arrecadou 785 milhões de dólares em todo o mundo, tornando-se o filme com classificação R de maior bilheteria de todos os tempos até ser destituído por Coringa.

Tim comentou o seguinte:

“Ficou claro que Ryan queria estar no controle da franquia. Há diretores que conseguem trabalhar dessa maneira com bastante sucesso, mas eu não. Sabe? Eu não me importo de ter um debate e discutir novas ideias, mas eu não quero participar de um projeto que não permita a minha expressão como diretor. Ryan é o rosto da franquia, e ele foi o componente mais importante disso, de longe. Então, se ele decidir que quer tomar o controle, ele vai conseguir.”

O diretor disse que não ficou magoado e que simplesmente decidiu seguir em frente, desejando boa sorte para a equipe.

“Eu sempre fui muito bom em seguir em frente. Tivemos uma reunião na Fox, e o roteiro estava em aberto, então eu disse: ‘Entendi. Vou me afastar para vocês fazerem o que querem’.” Gosta do CineVicio? Também estamos no Instagram e Facebook, siga-nos por lá e receba nosso conteúdo direto na sua rede social. Siga também nossos parceiros no Instagram Um Nerd Cômico e Thor Zueiro.
Mostrar comentários